Especial Castelos: O Petit Trianon

trianon

Antes de falar sobre o Petit Trianon, precisamos falar sobre o Grand Trianon, criado por Louís XIV (ou Rei Sol) para a sua amante, a Marquesa de Montespan em nada mais, nada menos que Versalhes. No início, foi chamado de Trianon de Porcelaine por causa das cerâmicas em branco e azul utilizadas para decorar a construção. No Grand Trianon existia um local chamado Chambre des Amours, que consistia numa sala com uma cama gigante reservada apenas para as intimidades do rei e sua amante.

Com a decadência da Marquesa de Montespan, o Rei Sol resolveu criar um projeto mais resistente (pois a construção em si era muito frágil) para colocar sob o Trianon de Porcelaine: O Grand Trianon. Este foi habitado por Madame de Maintenon, ou “Sainte-Françoise“.

179651472605794001_AeH4lSMl_cCom a morte de Luís XIV, seu neto Luís XV sucumbiu também aos charmes do Trianon e de sua própria amante, a belíssima Madame de Pompadour, saindo do grandioso Palácio de Versalhes para criar o seu próprio Trianon, que levou o nome de Petit Trianon. A construção levou seis anos e a pobre Madame de Pompadour não chegou a vê-la em pé. Foi então que a nova amante do rei, Madame du Barry, assumiu o Petit Trianon.

Após a morte de Luís XV, veio ao poder Luís XVI, que presenteou sua esposa Maria Antonieta com o Petit Trianon. A rainha fez milhares de modificações na construção e em seus arredores, transformando-a em seu próprio reino particular, com direito a quartos com vistas para pátios, jardins grandiosos e imensos e simétricos lagos.

O Petit Trianon era uma verdadeira e completa fuga das intrigas da corte de Versalhes, visava inteiramente a privacidade da rainha e seus amigos e companheiros mais íntimos. O próprio rei só poderia entrar se recebesse um convite formal de sua esposa (foi sua única condição para aceitar o presente). O Petit Trianon continha tudo o que era de desejo e de agrado de Maria Antonieta, desde um teatro a uma pequena vila rústica onde ela podia viver como uma camponesa viveria.

Mais fotos do Petit Trianon e suas extensões:

A maioria das informações que tirei para esse post foram do livro Marie-Antoinette and the Last Garden at Versailles, de Christian Duvernois e a maioria das fotos foram retiradas do Pinterest.

Alícia

Comments are closed.